Meeting Brasil viabiliza negócios entre brasileiros e sul-americanos e fomenta o turismo em todos os destinos do Nordeste Brasileiro

O sucesso da edição do Meeting Brasil 2017 – Rodada de Negócios tem fomentado o desenvolvimento turístico e a promoção de destinos junto a novos consumidores estrangeiros. A ideia de oferecer uma prateleira diferenciada com opções de destinos, hotéis, atrativos, gastronomia, espaço para eventos e outros serviços que permeiam o turismo no Brasil, apresenta um novo horizonte ao segmento em todo o Nordeste brasileiro.

Segundo o idealizador do Meeting Brasil e diretor da Expan Mais, Jair Pasquini, o evento tem uma missão clara e especifíca de gerar negócios e aproximar os mercados. “Nesta edição, o Meeting Brasil apresentou uma programação especial com a missão ‘Rio Grande do Norte”, onde empresários de diversos segmentos do turismo potiguar apresentaram aos mercados argentino, chileno e uruguaio, os atrativos e produtos regionais”, disse. O evento passou por três países e reuniu mais de 750 agentes de viagens locais.

OUTROS MERCADOS

Somente em 2016, segundo a Superintendência da Polícia Federal no Rio Grande do Norte, o destino cresceu 12% no número de turistas internacionais se comparado ao ano anterior. O índice aponta um aumento de 3.261 turistas estrangeiros no Estado potiguar, saltando de 27.164 em 2015, para 30.425 registrados no ano passado. Os argentinos lideram o ranking de turistas da América do Sul.

Além dos mercados argentino, chileno e uruguaio, países como Peru e Colômbia também tem incrementado o número de visitantes por aqui. Na Argentina, por exemplo, a previsão do PIB é de 2,7% em 2017 e de 2,8% em 2018. Já o Peru, que tem 30 milhões de habitantes e que alcançou um PIB de 3,7% em 2016 e espera chegar a 4,1% em 2018, tem um potencial emissivo incrível e pouco explorado pelos brasileiros.

De olho também nos mercados da Colômbia que, somente no ano passado enviou mais de 2,5 milhões de turistas ao exterior e apenas 13% ao Brasil, a Expan Mais acredita que este tipo de modelo “empresarial” de evento oferece possibilidades ímpares na geração de novos negócios, aproximação de mercados, fomento a novas parcerias e operação diretas entre emissores e receptores.

OPORTUNIDADES NO NORDESTE
Segundo Pasquini, o objetivo é promover o Brasil – por meio da iniciativa privada atuante – para aproximadamente 900 agentes de viagens e operadores de turismo nestes países. O executivo explica ainda que a ideia é reunir um grande número de profissionais do setor de distribuição de viagens da América do Sul, que tenha real interesse em realizar negócios com empresas brasileiras. “Os meetings internacionais permitem uma aproximação real dos mercados (fornecedores, distribuidores, buyers e destinos) diretamente com os agentes de viagens, operadores e órgãos oficiais”, diz Pasquini. “Nosso foco é fortalecer a imagem dos destinos brasileiros para receber toda a demanda internacional de turistas de lazer ou negócios”, finaliza o diretor da Expan Mais. O evento acontece no formado de workshop com mais de 50 mesas de negócios em cada cidade com possibilidades de aproximadamente 200 reuniões por empresa participante por dia.

Toda a cadeia produtiva brasileira pode embarcar nesta viagem de negócios com a Expan Mais. O foco é para hotéis, resorts e spas; receptivos; locadoras de veículos; empresas de cartões de assistência ao viajante; parques temáticos e atrativos turísticos; destinos; órgãos oficiais, secretarias de turismo, entidades e associações de classe.

Com a missão de auxiliar o empresariado brasileiro na busca de novos mercados de atuação dentro da América do Sul, a Expan Mais acredita que o desenvolvimento econômico dos países vizinhos do Brasil pode influenciar positivamente o turismo receptivo em todo território nacional.

Mais informações? Envie um e-mail para jair@expanmais.com.br.